terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Dark Souls: Armas do Chaos



Chaos Weapons


Resultado de imagem para chaos weapons dark souls
      
         Sabemos que existem diversos melhoramentos que podemos fazer em nossas armas, entre eles está o melhoramento de Chaos, não só como um dos melhores como um dos mais legais melhoramentos. Hoje vamos tirar algumas duvidas sobre esse melhoramento.

Resultado de imagem para chaos weapons dark souls
     

Chaos Flame EmberOnde achamos o Chaos Flame Ember?

        Em Demon Ruins, atrás dos 7 Taurus Demons, em uma poça de lava, você pode pegar usando o Orange Charred Ring ou usando a rolagem do Dark Wood Grain Ring, a qual diminui o dano da lava.

Para qual ferreiro entregamos o Ember?

      Vamos, o ferreiro das profundezas das catacumbas, se você esta com dificuldades em acha-lo, assista esse vídeo:



Não estou conseguindo transformar minha arma para chaos, com eu faço?

      Simples meu jovem, primeiramente você tem que upar uma arma para Fogo +5, após esse feito você pode upar para chaos, que você pode melhorar até +5.
      Para upar no talo a sua arminha você vai precisar no total de 9 Titanite Shards, 10 Green Titanite Shards, 8 Red Titanite Chunk e 1 Red Titanite Slab

Upei minha arma para Chaos e ela está dando menos dano que a minha arma de fogo

      Olha, isso ai é o tchan do melhoramento, o "especial" dele, as armas de Chaos funcionam assim: O dano dela sobe de acordo com o numero de humanidades que tem no contador, mas não vá achando que você vai ter 99 humanidades e vai ter uma arma Over Power fodelastica from hell, o dano só sobe até 10 humanidades
  • Com 5 humanidades em uma arma de chaos +5 começa a ultrapassar a mesma arma de fogo +10 (a de chaos tem dano de fogo mais alto e a de fogo tem dano físico mais alto)
  • Com 10 humanidades, a arma de chaos +5 equivale o dano físico com a mesma arma de fogo +10 e o dano de fogo fica 16% acima

Obrigado, se ficaram duvidas falem nos comentários, Obrigado, Dicas de Kingdoms of Amalur: reckoning vindo por aí!

Humberto Bohrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário